quarta, 05 de julho de 2017 - 11:15h
Trabalho arqueológico em trecho da Norte/Sul deve ser concluído esta semana
Além das escavações, foi feito um trabalho de educação patrimonial, para conscientizar os moradores sobre a importância de se preservar o local.
Por: Ailton Leite
Arqueólogo apresenta imagens de locais onde já foram realizadas escavações e explica sobre utensílios e urnas encontrados

A equipe de arqueólogos do Instituto de Pesquisa Cientificas e tecnológicas do Amapá (Iepa) prevê para esta semana a conclusão dos trabalhos de prospecção e escavações em um sítio arqueológico encontrado às margens do trecho onde passará a rodovia Norte/Sul próximo à rodovia Duca Serra, no bairro Alvorada, em Macapá. As escavações iniciaram há duas semanas em uma área onde residem 26 famílias.

O arqueólogo do Iepa, Alan Nazaré, ressalta que como a Norte/Sul será construída fora do limite do sítio, além das escavações, foi feita a delimitação da área. Outra ação realizada pelos arqueólogos no local foi a educação patrimonial. Trata-se de um trabalho em que a comunidade que reside no entorno do achado arqueológico, assim como as pessoas contratadas para auxiliarem a equipe de técnicos, recebem informações sobre a arqueologia, o trabalho realizado pelos profissionais e a importância de se preservar os locais dos achados.

“Além de trabalharmos com o pessoal das comunidades das áreas onde a gente geralmente encontra sítios, realizamos também este tipo de trabalho em escolas, e com os visitantes do Núcleo de Pesquisas Arqueológica do Iepa, onde temos uma exposição, a nossa reserva técnica e o laboratório”, explica Nazaré.

Durante a explanação, o arqueólogo apresenta imagens de locais onde já foram realizadas escavações e explica sobre utensílios e urnas encontrados. O trabalho de resgate de sítios arqueológicos às margens da Norte/Sul vem sendo realizado deste em 2011. O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) exige um estudo de impacto arqueológico que faz parte do licenciamento ambiental para liberação da obra.

Segundo o subgerente do Núcleo de Pesquisas Arqueológicas do Iepa, Michel Bueno, que participa das escavações no local, foram encontrados alguns fragmentos de cerâmicas na superfície, o que não chega a ser identificado como um espaço habitado milhares de anos atrás. “O que a gente imagina é que possa se tratar de fragmentos de peças que se quebraram e que podem estar relacionados à existência de um sítio maior”, destaca.

Bueno lembra ainda das escavações realizadas no bairro Ilha Mirim, onde foi identificado um sítio maior. “Neste local a gente conseguiu encontrar, na época, a circunferência da boca das vasilhas que afloravam na superfície do terreno. Imaginamos que as matérias encontradas aqui possam estar relacionadas com os achados na Ilha Mirim”, ponderou.

Trata-se de material indígena, mas ainda não se sabe a que etnia possa pertencer. Contar um pouco de como foi a pré-história do Amapá é um dos objetivos do Núcleo de Pesquisas Arqueológicas do Iepa. “É importante saber que há mil anos vivia por aqui, um povo que plantava mandioca, que fazia sua cerâmica, há cinco mil anos vivia um povo de caçador coletor, que fazia artefatos de perda lascada pra tirar pele de animal. Isso cria uma relação, uma afinidade muito maior da população com o estado”, finaliza.

Após a conclusão dos trabalhos de arqueologia, o Governo do Estado irá divulgar a licitação para a retomada das obras da rodovia Norte/Sul, que ligará a zona norte de Macapá à rodovia Duca Serra.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá