segunda, 09 de janeiro de 2017 - 15:27h
Governo reafirma apoio às escolas que receberão ensino de tempo integral
Para execução do projeto, escolas vão receber adaptações e melhorias na infraestrutura
Por: Elder de Abreu
Foto: Ruan Alves
Papaléo Paes reafirmou apoio aos gestores e garantiu melhorias estruturais

Os diretores das oito escolas que neste ano letivo de 2017, passarão a funcionar em tempo integral, receberam instruções sobre as melhorias que serão promovidas nos estabelecimentos de ensino e sobre o funcionamento do projeto. O encontro ocorreu nesta segunda-feira, 9, no Palácio do Setentrião.

O governador em exercício, Papaléo Paes, reafirmou o apoio aos gestores e garantiu que as melhorias nas estruturas físicas já estão em andamento. “Sabemos das dificuldades. Estas escolas vão receber melhorias na sua estrutura física e adaptações, necessárias ao funcionamento do estabelecimento de ensino de tempo integral. Essas modificações são exigências que estão dentro da norma que rege as escolas de tempo integral. É uma lei que o Estado não vai deixar de cumprir”, tranquilizou o governador em exercício.

Ele também explicou que o processo seletivo – cujas inscrições encerraram no domingo, 8 – para as 141 vagas de diretores, diretores adjuntos, secretários escolar, professores e coordenadores pedagógicos é necessário para saber quais profissionais estão pré-dispostos a contribuir com o projeto.

“É uma forma democrática de sabermos quem quer participar. Neste primeiro momento não estamos preocupados com a quantidade e sim com a qualidade. A quantidade virá de acordo com o sucesso proporcionado pela nossa qualidade. A procura foi excelente”, avaliou Papaléo.

De acordo com a secretária de Estado da Educação, Goreth Sousa, nos próximos dias a Secretaria de Estado da Educação (Seed) vai lançar uma cartilha que explicará passo todo o processo de instalação e funcionamento do ensino em tempo integral. A secretária também planeja um seminário com oficinas para orientar os gestores e professores que trabalharão nas escolas selecionadas.

Premiação
Outra medida anunciada por ela é o lançamento de uma premiação para as escolas que atingirem os melhores índices de educação no primeiro ano de funcionamento do ensino integral no Amapá. Goreth Sousa também opinou sobre as recentes polêmicas em torno da implantação do projeto.

“O processo de mudança sempre vai enfrentar resistência. Mas as estatísticas nos mostram que este é o caminho para melhorar a qualidade do ensino público. As escolas em tempo integral são uma realidade em outros Estados do Brasil. O Amapá não pode ficar para trás”, avaliou a secretária.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá