quarta, 14 de junho de 2017 - 14:21h
Gestão democrática: quatro escolas da rede estadual elegem grupo gestor nesta quarta-feira
As escolas Deusolina Salles Farias, Azevedo Costa e Gonçalves Dias; em Macapá, e Augusto Antunes; em Santana, realizam a votação junto à comunidade.
Por: Paula Monteiro
Foto: Erich Macias/SEED
Cerca de 7,5 mil pessoas devam participar da votação entre estudantes, responsáveis pelos alunos e funcionários da escola.

As comunidades escolares das unidade de ensino Deusolina Salles Farias, Azevedo Costa e Gonçalves Dias, em Macapá; e Augusto Antunes, em Santana, vão eleger nesta quarta-feira, 14, o grupo gestor que irá administrar cada escola nos próximos três anos. A escolha será feita no modelo de gestão democrática e definirá o diretor, diretor adjunto e secretário escolar. A votação teve início às 9h e se encerra às 21h. O resultado será divulgado até quinta-feira, 16.

O sistema de gestão democrática permite a participação direta da comunidade escolar na escolha do grupo gestor. A gestão democrática propõe a criação do Conselho Escolar, do Conselho de Professores, do grêmio estudantil, da assembleia geral e da eleição do diretor. O projeto estabelece que estudantes, professores, funcionários e comunidade têm direito de participar da administração pedagógica e financeira da escola.

Cerca de 7,5 mil pessoas devem participar da votação entre estudantes, responsáveis pelos alunos e funcionários da escola. O carpinteiro Silvino Ferreira, de 58 anos, é pai de uma estudante matriculada na Escola Azevedo Costa. Ele foi o primeiro a votar na unidade. “Essa é uma oportunidade de aproximar os pais da escola”, disse.

A estudante Fernanda Heloísa Santana, de 16 anos, também aprova a gestão democrática como mecanismo de aumentar a qualidade de ensino. “Escolhi o meu candidato entre as melhores propostas para a escola. Acho fundamental ouvir os alunos para a formação do grupo gestor”, ressaltou.

A secretária de Estado da Educação, Goreth Sousa, visitou três escolas que estão realizando a eleição. Na oportunidade, ela conversou com os candidatos e estudantes. A gestora frisou que a gestão democrática é um importante momento para a democracia nas escolas. “É fundamental a participação de todos na escolha do grupo gestor, uma vez que os benefícios são para a coletividade”, frisou.

Na Escola Deusolina Salles Farias não haverá votação direta, pois houve apenas um inscrito para cada cargo. No colégio, será feita uma assembleia geral para referendar, ou não, os candidatos inscritos às 18h.

Os resultados da votação nas quatro escolas com gestão democrática será homologado em 19 de junho. Não havendo recursos, os conselhos escolares encaminharão o resultado à Seed, que vai enviar ao governador Waldez Góes para as devidas nomeações. A expectativa é que a posse ocorra no dia 28 deste mês.

O mandato é de três anos e o diretor terá o trabalho avaliado constantemente pela comunidade e Conselho Escolar. O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE/AP) é parceiro da Seed no processo de eleição. Além de fornecer as urnas eletrônicas para a votação, técnicos do Tribunal Eleitoral também treinaram os mesários.

GALERIA DE FOTOS
GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá