sexta, 16 de junho de 2017 - 19:55h
Técnicos do governo visitam prefeituras para identificar demandas na gestão de informação
O projeto está sob responsabilidade do Prodap e visa buscar soluções para melhorar a administração nos municípios
Por: Da Redação .Colaboradores: Célio Conrado
Foto: PRODAP
Amapá foi o primeiro município a receber a vista técnica, na qual foi constatada a dificuldade do acesso à internet.

Para auxiliar os municípios na gestão da informação, elemento fundamental para a administração pública, o Governo do Amapá direcionou seu Centro de Gestão da Tecnologia da Informação (Prodap) para visitar as cidades, entender quais as problemáticas enfrentadas nessas localidades e, através da tecnologia, solucioná-las.  O plano faz parte da estratégia de, por meio de um termo de cooperação técnica, levar soluções tecnológicas para facilitar a administração nos municípios.

Amapá foi o primeiro município a receber a vista técnica. A dificuldade com acesso à internet, não apenas na transmissão, mas na qualidade do serviço, foi um dos pontos destaques da visita. De acordo com o prefeito de Amapá, Carlos Sampaio “muitas vezes os servidores precisam se deslocar à capital para fazer envio de dados para o governo federal, entre outras demandas”, conta.

O diretor presidente do Prodap, Lutiano Silva, explica que o acesso à internet impacta diretamente na gestão pública, seja na execução de convênios, transmissão de dados ou fechamento de folha de pagamento. “Além de desenhar estratégias para melhorar o acesso à internet, a ideia é oportunizar o desenvolvimento ou adaptação de alguma solução tecnológica que o governo já tenha”, explicou.

Durante a reunião foi discutido também sobre o Prodoc, o novo projeto desenvolvido pelo Prodap. É um sistema que elimina o uso do papel e unifica o acesso à informação. Além disso, o Prodoc não apenas protocola, mas virtualiza documentos, ou seja, todos os documentos utilizados por determinado órgão ficam armazenados em um ambiente virtual, no qual, todas as secretarias têm a possibilidade de acessá-los.


“Órgãos como o Tribunal de Justiça do Amapá já não utilizam mais papel. Entendemos que tem a questão da cultura, na qual os servidores mais antigos sentem essa mudança, de deixar de trabalhar com papel e ter que interagir com o computador. Mas podemos conquistar essa mudança com o apoio, união e informatização que o governo nos dá”, comentou Lutiano.

 

 

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá