segunda, 20 de março de 2017 - 12:49h
Bairros Pedrinhas e Infraero II recebem ação de combate ao Aedes
Ação conta com eliminação de focos, aplicação de inseticidas e palestra para conscientizar a população
Por: Elmano Pantoja
Foto: Secom
Primeiro momento é de treinamento dos militares que vão atuar nos dois bairros

Civis e militares que vão atuar na Semana Nacional de Mobilização da Rede de Assistência Social, começaram a receber nesta segunda-feira, 20, treinamento de enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti. A ação é do Governo do Amapá em parceria com a Prefeitura de Macapá.

As ações coordenada pela Sala Estadual de Situação uniu as redes de assistência social e de saúde para desenvolver atividades de informação e conscientização, além de visitas domiciliares nos bairros das Pedrinhas (zona sul), e Infraero II (zona norte), com objetivo de fortalecer o combate aos focos do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika.

O major da Defesa Civil Estadual, Pelsondré Martins, explicou que o primeiro dia da ação é destinado ao treinamento dos militares, para que em seguida ocorram os trabalhos junto aos moradores. "As visitas domiciliares se concentrarão aqui nas pedrinhas nos dias 21 e 22. Nos dias 23 e 24, as ações serão no infraero II. Nesse primeiro dia estamos repassando o conhecimento de área que será vistoriada", explicou.

O apoio da ação foi solicitado pelo município de Macapá, em virtude de o último Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), ter apontado os dois bairros como propícios a proliferação do mosquito.

Para o sub-secretário municipal de Inclusão e Mobilização Social, Richard Madureira, a participação da rede de assistência social é por conta de que parte do público está em vulnerabilidade social. "Nós mobilizamos àquelas pessoas que estão em torno dos programas sociais que, em sua maioria, são de famílias que estão num ambiente propício a proliferação do mosquito", comentou.

No bairro das Pedrinhas foram catalogados 1.503 imóveis para serem vistoriados e 1.546 no bairro Infraero II. As visitas domiciliares contam com eliminação de focos e, se houver a necessidade, aplicação de inseticidas, além de buscar a conscientização dos moradores quanto a importância de também estarem diariamente atuando no combate ao mosquito.

Segundo a moradora Mariléia Andrade, manter o cuidado em casa, para evitar criadouros do mosquito, é essencial para se livrar das doenças transmitidas por ele. "Sempre tenho cuidado com o lixo e recipientes que identifico que pode ser criadouro do mosquito. Se todos mantivessem esse cuidado, ninguém pegaria essas doenças", ressaltou.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá