quarta, 25 de janeiro de 2017 - 12:00h
Procon e Conselho Regional de Educação Física discutem fiscalização em academias
Preocupação é com a saúde de quem utiliza os estabelecimentos e deve ter o acompanhamento de profissionais da área.
Por: Brenda Rocha
Foto: Brenda Rocha
Representantes do Conselho Regional de Educação Física do Amapá reunidos com o gabinete e presidência do Procon

Na manhã desta quarta-feira, 25, o presidente do Instituto de Defesa do Consumidor do Amapá (Procon-AP), Eliton Franco, recebeu a visita de membros do Conselho Regional de Educação Física do Amapá. Em pauta, a necessidade de fiscalizações nas academias esportivas localizadas no município de Macapá para verificar as irregularidades contidas em tais estabelecimentos.

A presidente do Conselho Regional de Educação Física, Ellen Sanches, lembrou que existem muitas academias que funcionam irregularmente na cidade e que alguma providência precisa ser tomada para garantir o serviço de qualidade à população.

“São apenas 34 academias registradas e regularizadas atualmente, de mais de 80 que foram detectadas em Macapá. Já houve fiscalizações no ano passado e nada foi resolvido. É preciso fazer a verificação novamente com autuação nas academias irregulares; muitas delas nem alvará de funcionamento tem. Os responsáveis por estas academias estão colocando em serviço pessoas não capacitadas para dar instrução aos usuários, passando dieta sem antes estudá-las e o uso absurdo de suplementação e anabolizantes", pontuou.

De acordo com o presidente do Procon-AP, Eliton Franco, as futuras fiscalizações irão prevenir que os consumidores sofram qualquer dano ou sejam lesionados durante a prática de atividades físicas. “É fundamental que esses estabelecimentos, que trabalham pela melhoria da qualidade de vida e a saúde do consumidor, estejam atuando com as devidas licenças e com o acompanhamento integral de profissionais habilitados em Educação Física. Caso contrário, as academias podem gerar um dano à vida, saúde e segurança dos usuários destas atividades. Por isso, estaremos atuando nestes estabelecimentos a fim de que possam se regularizar e oferecer um serviço de qualidade a todos”, disse.

O cronograma de fiscalização ainda será definido pelo Procon.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá