quarta, 29 de março de 2017 - 02:38h
Governo e líderes comunitários buscam solução para problemas na Zona Norte de Macapá
O encontro serviu para os moradores externarem os anseios da comunidade nas áreas da habitação, saúde, educação e segurança pública.
Por: Phillippe Gomes
Foto: Wenndel Paixão
Governador Waldez Góes e secretários de Estado ouviram as reivindicações dos líderes comunitários para buscar soluções para os problemas

Líderes comunitários de 12 bairros da Zona Norte de Macapá estiveram reunidos na tarde de terça-feira, 28, no Palácio do Setentrião, com o governador do Amapá, Waldez Góes, e secretários de várias áreas. O encontro serviu para os moradores externarem os anseios da comunidade nas áreas da habitação, saúde, educação e segurança pública.

Para o governador Waldez Góes o debate com a comunidade é de extrema importância e serve para aproximar o Executivo da população que às vezes não recebe atenção necessária do poder público. De acordo com governador, todas as demandas serão avaliadas pela equipe de governo para que os problemas sejam solucionados.

"São várias vertentes, desde segurança pública à mobilidade urbana. Os investimentos são altos e para isso acontecer precisamos nos organizar. O nosso secretariado certamente vai dar total assistência e fará os trabalhos e necessários", comentou Waldez Góes.

Água e educação

O líder comunitário do bairro Ipê, Nicodemos Macêdo, destacou os problemas relacionados ao abastecimento de água. Ele aproveitou para solicitar a ampliação do Centro Comunitário do bairro para construção de uma Escola de Ensino Fundamental para os moradores do conjunto Habitacional Mestre Oscar. “Esperamos que os secretários deem atenção necessária para os moradores do bairro Ipê e tenho certeza que isso vai acontecer o mais breve possível”, comentou Nicodemos.

Em resposta aos moradores, o diretor-presidente da Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa), Valdinei Amanajás, anunciou que o governo pretende construir na Zona Norte um reservatório de água com capacidade para 10 milhões de litros de água. Segundo ele, a obra pretende sanar mais da metade dos problemas dos moradores dessa região. "Vamos resolver esses problemas, mas a população tem que ter paciência. Todos os dias estamos desenvolvendo serviços para que a comunidade receba uma água de boa qualidade nas suas torneiras”, relatou o gestor.

Lazer e infraestrutura

O representante do Parque dos Buritis, Carlos Pereira, destacou os trabalhos desenvolvidos pelo Governo do Estado e informou que os moradores estão precisando de uma arena de esportes para que os jovens possam ter acesso ao lazer.

“Nossos anseios são pequenos porque o bairro é pequeno. Porém, a cada dia, estamos crescendo e ainda não temos uma praça ou quadra para os nossos jovens. Viemos fazer esse apelo ao governador que tanto nos ajudou no bairro”, ressaltou o líder comunitário.

O secretário de Estado da Infraestrutura, João Henrique Pimentel, declarou que o Parque dos Buritis, em breve, poderá ganhar uma arena, que será construída com recursos de emendas parlamentares. “As demandas da Zona Norte da cidade são de extremo interesse do Executivo. Estamos, aos poucos, fazendo o levantamento de cada necessidade, e posteriormente faremos uma frente de trabalho para sanar esses problemas”, garantiu o secretário.

Mobilidade

Tupinambá de Sousa, líder comunitário do bairro Infraero II, externou as dificuldades que os moradores estão tendo com as péssimas condições das ruas e avenidas bairro. Além disso, a comunidade reivindica a construção de um campo de futebol e melhoria na iluminação pública.

“Dificilmente temos iluminação no período da noite no nosso bairro. Estamos apresentando alguns dos problemas que sofremos há anos, mas tenho convicção que, com esse diálogo mais direto com os nossos representantes, vamos colher bons frutos”, avaliou.

O secretário de Estado das Cidades, Alcir Matos, explicou que o Estado fará um levantamento das demandas dos bairros e em breve se reunirá novamente com os líderes comunitários. “Temos projetos e vamos desenvolvê-los com o tempo. A ideia é juntarmos todas essas demandas e focar nas necessidades prioritárias, como nas áreas viárias, que são recordes de reclamação os moradores”, comentou Matos.

Segurança pública

Os representantes das comunidades rurais da Ressaca da Pedreira pediram ajuda em relação à segurança pública. “É comum a realização de festas nos fins de semana nas nossas comunidades, e para evitar a violência pedimos ajuda dos nossos gestores”, comentou Guilhermina Miranda, líder comunitária.

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Ericláudio Alencar, anunciou que a Sejusp vai dar atenção especial a todos os bairros da Zona Norte e nas comunidades rurais. Segundo ele, a intenção é reunir com cada liderança para que todas as demandas sejam esclarecidas e pontuadas.

"Estamos trabalhando arduamente para sanar essas mazelas. Na segurança pública serão investidos pelo menos R$ 150 milhões, e todo o Amapá vai ganhar com isso. Na semana que vem, vou pessoalmente em cada bairro averiguar cada situação, e com isso, buscar logo soluções para os problemas", garantiu o secretário.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá