terça, 20 de outubro de 2015 - 16:22h - 18200
Governo discute implantação de unidade do Hospital de Câncer de Barretos no Amapá
Segundo o projeto apresentado por Haikel, o custo para implantação de uma filial em Macapá é de pouco mais de R$ 17,5 milhões
Por: Rafael Guerra
O Governo do Estado do Amapá (GEA) e o Hospital de Câncer de Barretos (HCB) discutem a abertura de uma unidade externa de prevenção de câncer no Estado. A proposta foi apresentada na noite desta segunda-feira, 19, em uma reunião entre o governador, Waldez Góes, o responsável pelas unidades externas de prevenção de câncer do hospital de Barretos, Raphael Luiz Haikel, a secretária de Estado da Saúde, Renilda Costa, além de representantes da Justiça Federal, Ministério Público Federal e o deputado estadual Ericlaudio Alencar.

Segundo o projeto apresentado por Haikel, o custo para implantação de uma filial em Macapá é de pouco mais de R$ 17,5 milhões. Esse valor inclui uma unidade fixa, que é a clínica de prevenção, e uma unidade móvel, um caminhão que ajuda no trabalho, ambas totalmente equipadas. O dinheiro deverá vir de emendas parlamentares.

Quando estiver pronta, a proposta é que, inicialmente, os exames sejam feitos nas áreas de câncer de mama, de colo de útero, de pele e de boca. Todos com equipamentos de alta tecnologia e custeados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). No caso de um diagnóstico positivo, o paciente é encaminhado para Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) para fazer o tratamento.

Segundo Haikel, o principal objetivo com o diagnóstico precoce é salvar vidas e dar uma chance de tratamento mais eficiente para os pacientes. “Um câncer de mama, por exemplo, quando diagnosticado precocemente, a mulher não precisa ser mutilada e algumas das vezes não fazer a quimioterapia, ou uma mais leve. Mas, o importante é que ela vai sobreviver!”, declarou.

O governador Waldez Góes se demonstrou entusiasmado com a ideia, que vai melhorar a qualidade dos serviços prestados no Amapá. “Esse tema já foi tratado pessoalmente com os membros da nossa bancada federal. Estamos empenhados a conseguir esse recurso e poder dar um atendimento humanizado a nossos pacientes”, enfatizou.

A parceria entre o GEA e o HCB começou a ser estabelecida após a visita técnica de uma comitiva amapaense, composta pela secretária Renilda, o doutor Roberto Marcel, responsável pela Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon), e a deputada estadual Marília Góes, à unidade de Barretos, no interior de São Paulo.

O HCB é tido como uma referência mundial no combate ao câncer e já tem oito unidades espalhadas no Brasil. Três em São Paulo, duas em Rondônia, duas em Mato Grosso do Sul e uma na Bahia.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá