quarta, 09 de junho de 2021 - 19:00h - 3336
Com mais vacinas no estado, Governo do Amapá planeja retorno seguro das aulas presenciais para o segundo semestre
Volta ao sistema presencial iniciará somente quando todos os trabalhadores da educação estiverem imunizados.
Por: Da Redação
Foto: Arquivo/Secom
A prioridade é a segurança da comunidade escolar e o retorno só acontecerá quando todos os profissionais estiverem imunizados.

O Amapá tem recebido uma quantidade significativa de vacinas contra a covid-19 nas últimas semanas. Nesse cenário, o Governo do Estado planeja o retorno seguro e gradual das aulas presenciais para o segundo semestre de 2021. Com mais vacinas, é possível avançar na imunização dos profissionais da educação - todas as prefeituras estão autorizadas a vacinar professores, merendeiras e demais trabalhadores desse setor.

A prioridade é a segurança da comunidade escolar e o retorno só acontecerá quando todos os profissionais estiverem imunizados. Por isso, para que o planejamento se torne realidade, é preciso seguir com o ritmo de envio de doses pelo Programa Nacional de Imunização (PNI), e com a aquisição direta das vacinas Sputnik e ButanVac pelo Governo do Amapá.

“Estamos falando de uma expectativa de pelo menos mais 60 dias. Não existe a possibilidade de retorno às aulas presenciais sem que todos que compõe a comunidade escolar estejam seguros, mas é nosso objetivo - e dos professores, pais, alunos e demais profissionais da educação - que tudo volte à normalidade o quanto antes”, disse o governador Waldez Góes.

Todas as entidades que representam estas categorias já dialogam com os diversos setores do governo e continuam convidadas a participar da construção do melhor formato para o retorno seguro.

Planejamento

A Secretaria de Estado de Educação (Seed) realiza formações para que, quando for possível retornar as atividades presenciais, não haja dificuldades por falta de planejamento.

De 1º até 25 de junho, diretores, diretores-adjuntos, secretários e coordenadores pedagógicos de escolas da rede estadual de Ensino Médio, bem como os servidores da Seed, participam do curso “Plano de Ação – Instrumento estratégico para a rede de ensino médio do Amapá”. O Plano de Ação será utilizado como norteador das equipes escolares e instrumento de diagnóstico e monitoramento das ações pedagógicas, administrativas e financeiras das escolas.

Outra formação, iniciada em 2 de junho, é o minicurso “Orientações do Guia de Acolhimento, Autocuidado e Higiene Pessoal”, destinado aos coordenadores, gerentes, geo-educacionais e assessores técnicos pedagógicos da Seed. O minicurso busca dar orientações necessárias para a retomada gradativa das aulas.

Também estão sendo feitas revisões nas estruturas das escolas e convite para pais e responsáveis fazerem visita monitorada nas unidades de ensino; professores terão formação em ensino híbrido, assim como serão escolhidos líderes de turma para que haja protagonismo e fortalecimento da relação entre os estudantes e a escola.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá