terça, 12 de abril de 2022 - 15:28h - 3500
Abril Azul: Governo inicia entrega do Cordão de Girassol para pessoas com deficiências ocultas em Laranjal do Jari
Item é uma identificação que busca oferecer mais assistência e segurança. Serviço está disponível nas unidades do Super Fácil.
Por: Jamylle Nogueira
Foto: kelly Pantoja
Podem ter acesso ao item pessoas com autismo, fibromialgia e outras deficiências ocultas.

O Governo do Amapá iniciou a entrega do Cordão de Girassol para pessoas com deficiências ocultas no município de Laranjal do Jari, sul do estado, durante ação de cidadania como parte do Abril Azul, o Mês de Visibilidade do Transtorno do Espectro Autista (TEA). A distribuição segue acontecendo no Super Fácil da cidade.

LEIA MAIS: 

Abril Azul: Governo oferta Cordão de Girassol para identificar pessoas com deficiências ocultas

O “Cordão de Girassol” é uma identificação que busca oferecer mais assistência e segurança às pessoas com deficiências ocultas, para que elas recebam atendimento humanizado e prioritário em órgãos públicos ou estabelecimentos privados, como bancos e farmácias.

Podem ter acesso ao item pessoas com autismo, fibromialgia, doença de Crohn, esclerose múltipla, auditiva ou de fala, entre deficiências ocultas.

Carteiras de identificação

A ação também contou com emissão da Carteira da Pessoa com TEA, que  facilita o acesso a vários benefícios como isenção do IPVA, meia-entrada em eventos, redução da carga horária de trabalho para servidores públicos - o prazo para entrega é de até três dias. Para pessoas com outras deficiências ocultas, o Super Fácil oferece um segundo modelo de carteira de identifcação, com layout de girassol - esta é entrega no mesmo dia junto com o Cordão de Girassol. 

A diretora-adjunta do Super Fácil, Patrícia Silva, explica que o Estado fará campanha de cidadania para conscientizar a população sobre os itens. 

“Para evitar falsificações, possuímos um banco de dados com todos os registros que podem ser consultados e vamos trabalhar com campanhas educativas para orientar os proprietários de estabelecimentos comerciais sobre o significado do Cordão de Girassol”, destacou Patrícia.

Mais Cidadania

A ação de cidadania entregou 45 cordões de girassol e carteiras para os participantes. A autônoma Marli de Souza, 34 anos, revelou que o cordão e a carteirinha significam bem mais que uma simples identificação para sua filha Manu, de 3 anos, que foi diagnosticada com TEA há poucos meses. 

“O autismo não está estampado no rosto dos nossos filhos. Então, o cordão é uma garantia de direitos, pois eles precisam ser incluídos, priorizados e  as pessoas devem se  conscientizar  que eles têm uma necessidade especial”, declarou Marli.

A dona de casa Dorivete Nunes, 45 anos, mãe do João Miguel, de 6 anos,  revelou que desde o diagnóstico de seu filho vem recebendo apoio e acompanhamento multiprofissional do governo.

“O Miguel é um presente em minha vida e fico feliz com mais esse direito garantido.  Eu me sinto acolhida, pois, além do Super Fácil, posso contar com uma rede de apoio, com psicóloga, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo, que tem ajudado no desenvolvimento do meu filho”, frisou Dorivete.

Como ter acesso aos serviços?

Para ter acesso ao Cordão de Girassol e à carteira de identificação, a pessoa deve se dirigir até as unidades do Super Fácil que possuem o espaço TEAcolho e realizar um cadastro.

É preciso portar laudo médico, carteira de identidade, comprovante de residência e número para contato. Na capital, as unidades do Superfácil com o espaço TEAcolho são: Zona Sul, Oeste, Norte, Centro e Beirol. O ambiente também funciona nas unidades de Santana e Laranjal do Jari.

Para os municípios que não possuem o espaço TEAcolho, o serviço será levado através do Super Fácil móvel.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá