domingo, 13 de junho de 2021 - 12:20h - 2885
Mais Visão: Cirurgias de catarata congênita mudam a vida de crianças e adolescentes no Amapá
O procedimento, até então inédito na rede estadual de saúde, começou a ser ofertado em abril deste ano e foi um dos serviços incluídos na 2ª fase do Programa Mais Visão.
Por: Claudia Cavalcanti
Foto: Erich Macias
Cerca de 40 crianças e adolescentes passam pelo procedimento

Os trabalhos do Programa Mais Visão não param mesmo no fim de semana e seguem avançando devolvendo a visão para milhares de amapaenses. Neste domingo, 13, aconteceu no Hospital de Clínicas Alberto Lima (Hcal), em Macapá, mais um mutirão de cirurgias de catarata congênita, doença que afeta a visão de crianças e adolescentes. 

O procedimento, até então inédito na rede estadual de saúde, começou a ser ofertado em abril deste ano e foi um dos serviços incluídos na 2ª fase do programa. Cerca de 40 crianças e adolescentes vão passar pelo procedimento. O Governo do Amapá investiu recursos do Tesouro Estadual para ampliar os procedimentos ofertados no programa.

Por se tratar de uma cirurgia oftalmológica de alta complexidade e que necessita de sedação, os procedimentos de catarata congênita estão sendo realizados no setor cirúrgico do Hcal.

A catarata congênita é uma turvação total ou parcial do cristalino (lente natural dos olhos) que está presente no nascimento ou logo após o nascimento. As alterações podem levar desde a pequenas distorções visuais até à cegueira.

O médico oftalmologista e especialista em catarata congênita, Wagner Dias, explicou que a catarata é um problema mais comum em adultos. Estimativas apontam que a cada 10 mil nascimentos, entre uma a cinco crianças terão a doença.

“Ela tem um reflexo muito negativo no desenvolvimento dessas crianças porque 80% do que aprendemos vem da visão, então esse tratamento é muito importante porque elas terão a oportunidade de ter uma visão nítida e toda uma vida de aprendizado pela frente”, comentou.

Um levantamento feito pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) apontou que cerca de 40 pacientes aguardavam pelo procedimento, todos eles estão tendo suas consultas, exames e cirurgias agendados para que o programa zere a demanda para este tipo de procedimento.

Um deles é o pequeno Arisson, de 5 anos. Vindo do município de Itaubal, o pai dele, o conselheiro tutelar Ari Ferreira, conta que a família percebeu que ele tinha dificuldades para enxergar aos 2 anos e após exames foi constatado que ele tinha catarata congênita e iria precisar de cirurgias.

Ari ficou sabendo através das notícias a inclusão de cirurgia de catarata congênita no Programa, entrou em contato através do número disponibilizado e rapidamente teve as consultas e exames pré-operatórios do filho agendados.

“As dificuldades do Arisson são muito grandes, principalmente na escola. A professora tem que se adaptar para que ele possa acompanhar as atividades. Tenho fé em Deus que após essa cirurgia vai melhorar a vida dele. Esse programa é um ganho muito grande para nós como pais e para o estado. É a primeira vez que temos a chance de fazer essa cirurgia aqui, só temos que agradecer essa parceria do Governo do Estado com o senador Davi que vai ajudar muitas pessoas como nós”, comemorou.

Para agendar a consulta para avaliação de catarata, YAG laser, catarata congênita e outros procedimentos que envolvam doenças da retina, o paciente pode enviar por mensagem via WhatsApp fotos para o (96) 98116-0978 do documento de identificação, cartão do SUS e laudo do médico oftalmologista comprovando a doença, caso o paciente seja maior de 60 anos o laudo não é necessário.

Para pterígio o número e WhatsApp é (96) 99195-2036, é obrigatório o envio do laudo para todas as faixas etárias, entretanto, serão aceitos laudos expedidos por médicos de qualquer especialidade. A equipe deverá entrar em contato com a data do agendamento em até 24 horas.

 

Mais Visão

Iniciado em setembro de 2020, o programa é fruto de uma parceria do Governo do Estado com o Centro de Promoção Humana Frei Daniel de Samarate (Capuchinhos) e conta com recursos de emenda parlamentar do senador Davi Alcolumbre e do Tesouro Estadual.

Ao todo serão realizadas mais de 20 mil cirurgias e mais de 150 mil procedimentos entre triagem, consultas, exames e retornos pós-operatórios.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá