Logo Amapá
sábado, 18 de março de 2023 - 16:00h - 778
Sesa reúne gestores e técnicos em fórum sobre descentralização do SUS no Amapá
Iniciativa promove relações mais cooperativas entre os municípios.
Por: Jamile Moreira
Foto: Gabriel Maciel/Sesa
Evento reuniu gestores e técnicos do SUS durante dois dias

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) realizou durante os dias 17 e 18, o Fórum de Regionalização e a Oficina de Projeto de Planejamento Regional Integrado. Os eventos reuniram gestores e técnicos de todo o estado, para discutir a eficiência e efetividade da regionalização do Sistema Único de Saúde (SUS).

A iniciativa fortalece o processo de descentralização e promove relações mais cooperativas entre os gestores. A secretária de Saúde, Silvana Vedovelli, reforçou a importância do envolvimento de todos os municípios para conseguir avançar na qualidade da assistência à saúde no Amapá.

"Assim como falamos de regionalização, precisamos falar de união, porque de nada vai adiantar termos ficado dois dias discutindo uma política e não pôr em prática. Que a gente consiga entender a dificuldade dos demais municípios, afinal todos nós que estamos aqui queremos um SUS melhor e mais qualidade de vida", ressaltou Silvana.

A regionalização é um dos princípios doutrinários do SUS, para a descentralização das ações e serviços de saúde no país, devendo ser levado em consideração as peculiaridades de cada região, como disse a consultora do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Tereza Cristina.

“A gente sabe das dificuldades que os estados enfrentam e das peculiaridades de cada região, e o processo de regionalização provoca essa reflexão, de que sozinhos não somos ninguém, e de que precisamos enxergar o outro, afinal nosso foco tem que ser o cidadão. Nós somos os agentes que podem transformar e melhorar a vida do outro” disse a consultora.

O coordenador de apoio à Regionalização no SUS, Alvimar Botega, ministrou a palestra 'Desafios da regionalização’ abordando as dificuldades enfrentadas para a sua efetivação.

"Avançar nesse processo é fundamental, tem muita coisa que não precisa só de financiamento, mas de planejamento e capacitação permanente, que é fundamental. O planejamento regional é muito importante para melhorar a dotação de recursos, e hoje o maior desafio do Ministério da Saúde é entender essas peculiaridades”, comentou Botega.

Durante as oficinas os participantes, de maneira prática, puderam apontar os principais gargalos dos municípios, além de detalhar os serviços que são prestados à população. Com base nessas informações, um documento será elaborado e encaminhado para os gestores.

Também participaram dos eventos, representantes do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), e membros da Associação dos Municípios do Estado do Amapá (Ameap).

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá