quarta, 21 de julho de 2021 - 20:06h - 895
Mais Visão inicia cirurgias de catarata e pterígio no Vale do Jari
A expectativa é realizar cerca de 10 mil cirurgias de catarata e pterígio em pacientes do Vale do Jari, sul do estado, em dois meses.
Por: Claudia Cavalcanti
Foto: Maiane Matos
Agricultor Edmilson Tavares da Silva foi o primeiro paciente a ser operado de catarata em Laranjal do Jari.

O Governo do Estado do Amapá, através do programa Mais Visão, iniciou nesta quarta-feira, 21, as cirurgias de catarata e pterígio (carne crescida) no município de Laranjal do Jari, no sul do estado.

Para os atendimentos foi montada uma estrutura com três salas para cirurgias, sendo uma para pterígio e duas para catarata, além de duas salas para exames e três salas para consultas pré e pós-operatórias, garantindo a qualidade e bom atendimento aos pacientes que passarem pelo programa.

Um dos mais novos beneficiados pelo programa foi o agricultor Edmilson Tavares da Silva, de 61 anos, morador da comunidade de Ponta Alegre, em Vitória do Jari, município vizinho de Laranjal do Jari. Ele foi o primeiro paciente a ser operado de catarata.

“Há mais de 10 anos sinto incômodo para enxergar, a catarata atrapalha muito, mesmo com óculos. Tenho dificuldades para ler e fazer e fazer meu trabalho como carpinteiro. Não esperava que fosse conseguir operar um dia”, contou Edmilson, enfatizando que ficou surpreso com a estrutura montada pelo programa.

“Eu e muitas outras pessoas seremos beneficiados e voltaremos a enxergar. Acho que só podemos agradecer a Deus e a todas as pessoas que estão trabalhando para esse programa existir”, completou o carpinteiro.

O filho de Edmilson, o estudante Késio Tavares, acompanhou o pai durante o procedimento e contou que a vinda do programa até o Vale do Jari facilitou muito para que o pai pudesse ser operado, já que ele não teria como ir até Macapá.

“A visão estava atrapalhando certos afazeres do meu pai. Ele reclama de dor e de como é ruim ficar sem poder ver direito. Hoje pudemos vir aqui e realizar esse procedimento que vai devolver o prazer que o meu pai tem de poder ler. É a primeira vez que recebemos uma ação dessas, temos que aproveitar”, disse.

A previsão é que diariamente sejam realizadas 100 cirurgias de catarata e 100 cirurgias de pterígio, chegando há mais de 10 mil procedimentos durante os próximos dois meses.

Como agendar?


Pacientes interessados em agendar procedimentos podem enviar a solicitação através do WhastApp para o número (96) 99119-0429.

Nos casos de catarata, é preciso enviar fotos dos documentos de identificação, CPF, cartão do SUS e laudo do médico oftalmologista comprovando a doença. Caso o paciente seja maior de 50 anos o laudo não é necessário.

Para pterígio, é obrigatório o envio do laudo para todas as faixas etárias, entretanto, serão aceitos laudos expedidos por médicos de qualquer especialidade. A equipe deverá entrar em contato informando a data do agendamento em até 24 horas.

Também é possível agendar pessoalmente, indo até o setor de administração do Hospital Estadual de Laranjal do Jari ou diretamente no local onde estão acontecendo as cirurgias.

Caso seja detectado que o paciente precise passar por outros procedimentos, além de catarata e pterígio, ele será encaminhado para a unidade dos Capuchinhos, em Macapá, que é a responsável pelo tratamento de outras doenças da retina que exigem maior complexidade.

Mais Visão


O programa é fruto de uma parceria do Governo do Amapá com o Centro de Promoção Humana Frei Daniel de Samarate (Capuchinhos), e conta com recursos destinados pelo Governo do Amapá e pelo senador Davi Alcolumbre.

Iniciado em setembro de 2020, o Mais Visão já realizou mais de 165 mil atendimentos, entre consultas, cirurgias e atendimentos e acompanhamento pós-cirúrgico. Foram 20 mil cirurgias de catarata, mais de 17 mil de pterígio e 36 mil procedimentos de YAG laser, que é a limpeza da lente de pacientes que já realizaram a cirurgia de catarata.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá