quarta, 22 de setembro de 2021 - 16:40h - 3398
Com novos espaços, Sacaca atrai visitantes para a 15ª Primavera dos Museus
Local conta com dois novos ambientes, proporcionando mais inclusão e acolhimento ao público.
Por: Nathacha Dantas .Colaboradores: Claudio Morais
Foto: Erich Macias
Estudantes participam da programação no Museu Sacaca, em Macapá.

Além de participar de uma programação repleta de cultura e arte amazônica, quem visita o Museu Sacaca durante a 15ª edição da Primavera dos Museus, que inicia nesta quarta-feira, 22, pode conferir duas novidades: o Jardim Sensorial e o Espaço Místico, as novas ambientações que tornam o local mais inclusivo e acolhedor. 

Formado por uma trilha de diferentes materiais encontrados na natureza, o Jardim Sensorial foi criado especialmente para pessoas com deficiência, mas aberto à experimentação de todos os visitantes.

Já o Espaço Místico atende ao hábito dos visitantes que utilizam o museu para a prática da meditação.

Primavera dos Museus

Com o tema “Museus: Perdas e Recomeços”,  a Primavera dos Museus é um circuito nacional promovido pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). No Amapá, a programação está aberta ao público de 9h às 17h até sexta-feira,24, com exposição de livros indígenas, exibições audiovisuais e de educação ambiental no Museu Sacaca, com todas as medidas de prevenção à covid-19, como o uso de máscaras. 

A programação tem atraídos muitos visitantes, especialmente estudantes, uma vez que neste mês de setembro o espaço reabriu as portas para visitações escolares, com limitação de oitenta alunos por dia.

“A programação é a ‘cara’ da Amazônia, com representatividade dos povos tradicionais, artesanato, apresentações culturais, documentário sobre o mestre Sacaca e os 30 anos do Iepa e muito mais. A novidade no ambiente são os espaços de contemplação como o jardim sensorial e a área de meditação”, explica a diretora do Museu Sacaca, Eliane Oliveira.

O aluno da Escola Estadual Dom Aristides Pirovano, Vitor Daniel, de 13 anos, teve a oportunidade de conhecer o Museu por meio da programação e garante que vai voltar mais vezes.

“Eu sou muito apaixonado pela natureza.  Amei esse ambiente, os animais, a tranquilidade do lugar e vou voltar aqui com minha família”, disse o garoto.

O ambiente também gera oportunidades para geração de renda de artesãos.

“Eu soube do evento e convidei minhas colegas para essa oportunidade de apresentar nosso trabalho. E, graças a Deus, a administração aceitou nosso pedido. Estamos com ótimas expectativas com essa exposição de artesanato para o público”, revela a artesã Márcia Bezerra.

 

Acompanhe a Programação:

22 a 24 de setembro (9h – 17h)

  • Visitação ao Jardim Sensorial e Espaço Místico 
  • Leitura coletiva e exposição de livros indígenas na casa de leitura
  • Exposição audiovisual no Espaço de Educação Ambiental
  • Contação de histórias no bosque do açaí
  • Exibição de curta-metragem no Espaço Multimídia – 30 anos do IEPA
  • Exposição em banner – Turé dos povos indígenas
  • Exposição audiovisual – a fauna amazônica
  • Exposição de taxidermia do IEPA
  • Mesa redonda on-line, “Museus: Perdas e Recomeços”

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá