Logo Amapá
segunda, 23 de janeiro de 2023 - 18:14h - 659
Governo do Amapá executa plano de ação estratégica para controlar o aumento de malária em Calçoene
A Superintendência de Vigilância em Saúde do Amapá monitora a situação no município desde outubro de 2022.
Por: Mônica Silva
Foto: Maksuel Martins

O Governo do Amapá inicia nesta segunda-feira (20) um Plano de Ação Estratégica para controlar o aumento de malária no município de Calçoene, distante 370 Km da capital. 

A Superintendência de Vigilância em Saúde do Amapá (SVS) monitora o município desde outubro do ano passado. Pelos dados da SVS, do dia 1º ao dia 18 de janeiro de 2022 foram registrados 23 casos de malária na cidade. No mesmo período deste ano, os números saltaram para 209 casos. Os números fazem parte do relatório preliminar da Unidade de Vigilância Ambiental da SVS-AP.

“A abertura de garimpos ilegais e a forte migração de pessoas na área contribuíram para o aumento dos números, considerando também o período chuvoso. A força-tarefa da SVS em Calçoene irá monitorar a situação epidemiológica e executar ações para conter  a malária”, relatou a superintendente da SVS-AP, Margarete do Socorro Mendonça Gomes.

A estratégia de fortalecimento ao combate à malária conta com:

  • Distribuição de mosquiteiros impregnados com inseticida para redes; 
  • Disponibilidade de mais kits para testagem rápida; principalmente nas áreas de garimpos; 
  • Exame da gota espessa, que permite diferenciação das espécies de plasmodium (protozoário causador da malária) e do seu estágio de evolução; 
  • Ação educativa junto à população;
  • Também será prestado apoio de logística com reforço de material como microscópio, veículo e equipes técnicas. 

Áreas de garimpo

As áreas de garimpo são consideradas áreas propícias para a transmissão da malária, pois as atividades de mineração aumentam o potencial malarígeno da área. Além de promover o aumento do desmatamento e a criação de novos criadouros, ainda existe a circulação de pessoas provenientes de diferentes áreas, muitas delas endêmicas. 

Além disso, os garimpos localizam-se em áreas de difícil acesso com serviços de saúde limitados ou inexistentes, e, em alguns casos, operam na ilegalidade, fatores que dificultam consideravelmente a cobertura de serviços de diagnóstico e de tratamento oportunos, além das ações de controle vetorial.

Malária

A malária é uma doença infecciosa febril aguda, causada por protozoários, transmitidos pela fêmea infectada do mosquito Anopheles. Apresenta cura se for tratada em tempo oportuno e adequadamente.

Testes rápidos

O Governo do Amapá entregou testes rápidos para o diagnóstico da malária (vivax, falciparum e mista) para 14 municípios, entre eles Macapá, Santana, Calçoene, Porto Grande, Cutias, Ferreira Gomes, Mazagão e Oiapoque. 

O material foi disponibilizado pelo Ministério da Saúde por meio do Programa Nacional de Controle/Eliminação da Malária e entregue pela Superintendência em Vigilância e Saúde (SVS) aos representantes de laboratórios.

O teste rápido viabiliza a realização do exame em locais remotos, de difícil acesso e lugares que não é possível o manuseio de equipamentos laboratoriais.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá