sexta, 23 de julho de 2021 - 19:00h - 2969
Em dois dias, Mais Visão ultrapassa mil atendimentos em Laranjal do Jari
Objetivo é, ao longo de dois meses, realizar 10 mil cirurgias em pacientes do Vale do Jari.
Por: Claudia Cavalcanti
Foto: Maiane Matos
Uma das beneficiadas pelo programa foi a enfermeira Núbia Lima, de 37, moradora de Laranjal do Jari.

O programa ‘Mais Visão’ já ofertou mais de mil atendimentos em apenas dois dias de ação no município de Laranjal do Jari, sul do Amapá. Até esta sexta-feira, 23, já foram realizadas 168 cirurgias de catarata e pterígio, mais de 250 consultas e 150 exames pré-operatórios. Além disso, para garantir a segurança dos profissionais e pacientes, foram realizados 450 testes de covid-19.

Cumprindo agenda no município, o governador Waldez Góes, conversou com pacientes que já tinham passado pelos procedimentos. Ele reforçou que a articulação junto ao senador Davi Alcolumbre, permitiu ampliar o programa para que ele atendesse pacientes com as cirurgias no Vale do Jari.

“Mesmo com a pandemia, conseguimos atender pacientes do Oiapoque ao Jari. A organização e o planejamento que nós fizemos foram essenciais para que tudo desse certo. Agradecemos a todos, principalmente, aos pacientes por confiarem no nosso trabalho”, ressaltou.

A previsão é que, com o passar dos dias, aumente o fluxo de pacientes e, diariamente, sejam realizadas 100 cirurgias de catarata e 100 cirurgias de pterígio, chegando há mais de 10 mil procedimentos durante os próximos dois meses.

O senador Davi Alcolumbre, enfatizou que irá destinar as emendas necessárias para que o programa possa atender toda a demanda de pacientes que precisem de cirurgias de cirurgias oftalmológicas no Amapá.

“Através do Mais Visão, essas pessoas têm uma segunda chance de aproveitar a vida e voltar a enxergar”, comemorou o parlamentar.

Iniciado em setembro de 2020, o Mais Visão já realizou mais de 165 mil atendimentos, entre consultas, cirurgias e atendimentos e acompanhamento pós-cirúrgico.

Foram 20 mil cirurgias de catarata, mais de 17 mil de pterígio e 36 mil procedimentos de YAG laser, que é a limpeza da lente de pacientes que já realizaram a cirurgia de catarata. Os pacientes recebem óculos e colírios após os procedimentos. 

Uma das beneficiadas pelo programa foi a enfermeira Núbia Lima, de 37, moradora de Laranjal do Jari.

“O atendimento foi maravilhoso desde a recepção até o pós-operatório. O procedimento foi rápido e indolor, deram todas as orientações necessárias para que eu possa me cuidar em casa. Incentivo a todos que venham e acreditem, todos que trabalham no programa tem muita responsabilidade, não podemos perder essa chance”, afirmou.

Como agendar?

Pacientes interessados em agendar procedimentos podem enviar a solicitação através do WhastApp para o número (96) 99119-0429.

Nos casos de catarata, é preciso enviar fotos dos documentos de identificação, CPF, cartão do SUS e laudo do médico oftalmologista comprovando a doença. Caso o paciente seja maior de 50 anos o laudo não é necessário.

Para pterígio, é obrigatório o envio do laudo para todas as faixas etárias, entretanto, serão aceitos laudos expedidos por médicos de qualquer especialidade. A equipe deverá entrar em contato informando a data do agendamento em até 24 horas.

Também é possível agendar pessoalmente, indo até o setor de administração do Hospital Estadual de Laranjal do Jari ou diretamente no local onde estão acontecendo as cirurgias, no prédio da Secretaria Municipal de Assistência Social, na Rua Liberdade, nº 804, bairro do Agreste.

Caso seja detectado que o paciente precise passar por outros procedimentos, além de catarata e pterígio, ele será encaminhado para a unidade dos Capuchinhos, em Macapá, que é a responsável pelo tratamento de outras doenças da retina que exigem maior complexidade.

Mais Visão

O programa é fruto de uma parceria do Governo do Amapá com o Centro de Promoção Humana Frei Daniel de Samarate (Capuchinhos), e conta com recursos destinados pelo Governo do Amapá e pelo senador Davi Alcolumbre.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá