segunda, 25 de outubro de 2021 - 21:02h - 1320
Amapá mantém cenário de baixo risco para covid-19
Encontro entre Estado e prefeituras avaliou a flexibilização das medidas de enfrentamento à doença.
Por: Henrique Borges
Foto: Arquivo SVS
SVS aponta a vacinação como um dos motivos para a estabilidade da doença no estado.

Após esforços em conjuto do Estado, municípios e população, o Amapá mantém uma situação de baixo risco para covid-19. A informação está no Parecer Epidemiológico do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (Coesp) que traz o cenário da doença no estado durante a semana epidemiológica 42 (período de 17/10/21 a 23/10/21) em relação à semana epidemiológica 40 (03/10/21 a 09/10/21).

O assunto foi tema de um encontro entre representantes do Estado e das prefeituras dos 16 municípios para debater o novo decreto, que flexibiliza as medidas de enfrentamento à covid-19. O Amapá segue com a 2ª menor taxa de letalidade do país - 1,6%, bem abaixo da média nacional, que é de 2,8%, enquanto a taxa de amapaenses recuperados é de 91,55%.

 

Leia o Parecer Epidemiológico

 

O último parecer epidemiológico do Coesp aponta que o resultado positivo se dá em função dos decretos governamentais e municipais alinhados, mantendo a eficiência dos protocolos de distanciamento e higienização, assim como do avanço da vacinaçao em todos o estado - a taxa de imunização da população vacinável é 84,43% para a primeira dose da vacina e de 45,99% para a 2ª dose, 3ª dose e dose única.

 

De acordo com o superintendente da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS), Dorinaldo Malafaia, os efeitos do processo avançado de imunização bloqueiam, inclusive, o avanço da variante delta.

 

“Temos uma queda significativa dos índices nos últimos meses, reduzimos o grande pico e, hoje, precisamos reforçar a estratégia de aceleração do processo de vacinação, pois, mesmo com a variante delta, os prejuízos têm sido bloqueados com as pessoas se imunizando”, afirmou.

 

As prefeituras ouviram as sugestões e aguardam o documento editado para análise. Para o prefeito,é necessário reforçar o esforço para o avanço da imunização. 

 

“Defendo a flexibilidade em relação aos eventos, mas todos relacionados ao passaporte da vacinação”, ressaltou o prefeito do município de Amapá, Carlos Sampaio, as 

 

O novo decreto está em discussão entre o Coesp e prefeituras, mas diversos segmentos da sociedade organizada já foram ouvidos pelo Governo do Estado. Assim que finalizada a edição, o decreto será encaminhado às prefeituras para alinhamento, aprovação e publicação na  terça-feira, 26.

 

 

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá