segunda, 25 de outubro de 2021 - 22:30h - 1208
BLH comemora 19 anos com programação voltada ao estímulo do aleitamento materno bem-sucedido
Evento abordou, através de dinâmicas, os 13 passos para um aleitamento de sucesso, definidos pelo Ministério da Saúde.
Por: Karla Santos
Foto: Ascom Sesa
O Banco de Leite Humano completou 19 anos de proteção, promoção e apoio ao aleitamento materno.

O Banco de Leite Humano (BLH) comemorou 19 anos de serviços prestados no Amapá, nesta segunda-feira, 25. A unidade funciona desde 2002 como um referência de coleta de leite humano e tem a missão de proteger, promover e apoiar o aleitamento materno, bem como realizar a coleta, processamento e distribuição do leite humano.

Para marcar a data, a coordenação do BLH montou uma programação abordando, através de dinâmicas, os 13 passos de um aleitamento bem-sucedido, com orientações voltadas aos servidores e pacientes, além do tradicional parabéns e homenagem aos funcionários que atuam diariamente no atendimento ao público interno e externo.

Os 13 passos que são definidos Pelo Ministério da Saúde para um aleitamento de sucesso são práticas para bom trabalho de parto, pós-parto e de aleitamento, como incentivar a política de aleitamento, capacitar servidores, informar e orientar as gestantes sobre os benefícios do aleitamento, alojamento conjunto, assegurar o cumprimento da lei n° 11.265 e janeiro de 2006, que regulamenta a comercialização de alimentos para lactentes e crianças de primeira infância, dentre outros.

A coordenadora do BLH, Darcineyde Alves Dias, explicou que, além das celebrações, a programação de aniversário tem como objetivo levar informações e conhecimentos importantes para pacientes de forma descontraída. Outras ações como esta são realizadas, todos os meses, para conscientizar as pacientes internadas na unidade durante o ano todo.

“Utilizamos o momento para alertar as mães sobre a importância de alimentar os bebês somente com leite humano, principalmente nos primeiros seis meses de vida. Os bebês alimentados somente com leite materno são mais fortes e saudáveis”, explicou.

A estudante Geicine Silva, de 18 anos, é mãe de Izabele Silva, que está internada há 3 meses na maternidade após complicações no parto, participou da programação de aniversário do BLH. Ela e a filha são de Vitória do Jari e estão recebendo suporte na unidade. Durante este período de internação, a jovem recebeu orientações sobre aleitamento e como facilitar o vínculo com a filha.

“Enxergo a equipe como uma família. Fui muito bem cuidada, recebi todos os atendimentos necessário e isso aumentou a minha segurança em relação a maternidade. Com certeza iremos sair daqui mais fortes”, disse Geiciane.

Estoque

De janeiro a setembro de 2021, o BLH coletou 748,8 litros, considerando os atendimentos na unidade de na modalidade de captação domiciliar. Após a coleta, todo o conteúdo arrecadado passa pelo processo de classificação, processamento, controle de qualidade e distribuição para toda a rede estadual, seja de ordem pública ou privada.

Atualmente o banco de leite está com o estoque baixo e solicita o comparecimento de doadoras fidelizadas e voluntárias. Para doar, é indispensável estar saudável e se sentindo bem, ter excedente de leite e comprovar testagem negativa para HIV, sífilis, hepatite B e C. Caso a doação seja na modalidade domiciliar, é necessário possuir um congelador para armazenamento do leite.

O BHL também oferece orientações sobre procedimentos de amamentação para mães que estejam com problemas nas mamas durante o período da amamentação.

Como entrar em contato com o BLH?

O Banco de Leite Humano funciona 24 horas e fica localizado na esquina da Avenida FAB com a Rua Jovino Dinoá, no bairro Central. É possível entrar em contato através do número (96) 98115-9018, que também é WhatsApp.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Ascom/Sesa

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá