sábado, 28 de maio de 2022 - 14:21h - 4097
Criança Alfabetizada: primeira formação presencial de 2022 reúne professores da rede estadual
Formação aconteceu em quatro escolas polos, com programação em dois dias.
Por: Bárbara Ribeiro .Colaboradores: Wellington Costa
Foto: Vandy Ribeiro / Ascom Seed
Essa foi a primeira formação presencial do PCA de 2022.

Com foco no fortalecimento pedagógico, o Programa Criança Alfabetizada (PCA) realizou mais uma etapa de formação de professores que lecionam para o 1º e 2º ano do ensino fundamental da rede estadual de ensino, e que atuam em Macapá. A qualificação encerrou nesta sexta-feira, 27.

Essa foi a primeira formação presencial do PCA após a flexibilização dos órgãos de vigilância em saúde e controle sanitário quanto à pandemia da covid-19. O encontro formativo reuniu professores em quatro escolas: Marly Maria (Macapaba), Modelo Guanabara (Centro), Predicanda Lopes (Santa Rita) e Maria Angélica (Fazendinha). O momento foi de troca de experiências.

“Nós estávamos dois anos atuando de forma remota, agora no presencial essa formação vai fazer o diferencial, porque há trocas de experiências, conversas, o olho no olho com o nosso colega professor, e assim vamos poder melhor estruturar metodologias pedagógicas para ensinar nossos estudantes”, destacou a professora Mari Lemos, da escola Princesa Izabel.

O PCA trabalha com material didático regionalizado, do 1º ao 5º ano do fundamental, produzido por professores autores amapaenses. A coordenadora formativa regional do Programa Criança Alfabetizada, Rosilene Moreira, disse que o retorno das formações presenciais permitirá o fortalecimento das práticas pedagógicas de alfabetização.

“Esse momento do retorno das formações presenciais veio proporcionar maior interação e troca de conhecimentos. E, com certeza, isso vai resultar em muitos benefícios para o avanço da aprendizagem das séries iniciais, e que todos os alunos saiam do segundo ano do ensino fundamental sabendo ler, produzindo pequenos textos e conhecendo as quatros operações básicas de matemática”, enfatizou.

 

Sistema de Avaliação da Educação

Um ponto de destaque da formação foi o Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Amapá (SisPAEAP). Por esse sistema, a Secretaria da Educação (Seed) verifica a qualidade da educação ofertada pelo Estado e pelos municípios. Com avaliações de leitura, língua portuguesa e matemática, o SisPAEAP mostra um panorama da realidade de crianças e jovens amapaenses matriculados no ensino público.

“Queremos chegar, da mesma forma, nas escolas do campo, escolas indígenas, escolas rurais e quilombolas, escolas urbanas, para que as crianças tenham asseguradas essa alfabetização na idade certa e possam seguir o fluxo escolar de sucesso”, enfatizou a secretária da Educação, Neurizete Nascimento.

 

Material regionalizado

Em fevereiro de 2022, 75 mil kits pedagógicos foram distribuídos para estudantes e professores do 1º ao 5º ano do ensino fundamental das redes municipal e estadual. O investimento feito pelo governo nos livros didáticos soma mais de R$ 4 milhões.

 

Regime de colaboração

O Programa Criança Alfabetizada funciona por meio de termo de cooperação técnica e financeira entre o Governo do Amapá e os 16 municípios, para transformar a realidade educacional com o compromisso de alfabetizar todas as crianças amapaenses na idade certa, em regime de colaboração.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Vandy Ribeiro / Ascom Seed

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá