sexta, 27 de maio de 2022 - 17:20h - 3633
Governo lança Revista de Sistematização da Política Colaborativa do Amapá 
O material foi produzido em parceria com o Movimento Colabora Educação e organiza a memória do Amapá nas políticas colaborativas em Educação. 
Por: Fernando Carneiro Pereira .Colaboradores: Nathacha Dantas
Foto: Vandy Ribeiro/Seed
A distribuição da revista será online e gratuita.

Nesta sexta-feira, 27, o Governo do Estado, em parceria com o Movimento Colabora Educação (MCE) e com as prefeituras, lançou a Revista Sistematização da Política Colaborativa do Amapá. Nesta edição, o volume analisa a política colaborativa amapaense, um dos resultados desta estratégia foi o programa Criança Alfabetizada, uma ação executada em parceria com os municípios desde 2019 para garantir a alfabetização das crianças na idade escolar correta. 

Clique aqui para acessar a revista.

O lançamento da revista aconteceu durante o Seminário de Cooperação Pedagógica, evento coordenado pela Secretaria de Educação (Seed), que reuniu o governador, Waldez Góes, prefeitos e secretários municipais da Educação, além de representantes dos órgãos de controle e entidades representativas da área educacional no palácio do Setentrião.

No evento, Góes exaltou a política colaborativa que é mantida no Amapá. 

“Essa é uma política de Estado e o compromisso do engajamento permanente de todos os envolvidos para avanço desse processo é fundamental. O regime de colaboração e a alfabetização na idade certa é transformador e os resultados refletem além da educação.  Que esse movimento contagie todo o Brasil para testemunhamos a mudança dos indicadores da educação no país e com satisfação comprovar que o Amapá contribui com essa realidade!”, frisou Góes.

A distribuição da revista será online e gratuita. Para o analista de Políticas Educacionais do Movimento Colabora Educação Igor Magalhães, o Amapá é um dos destaques no desenvolvimento da política de colaboração educacional no Brasil.

“Quando falamos em regime de colaboração em encontros nacionais, lembramos do Ceará desde a década de 90. Porém, hoje, o Amapá apresenta uma construção tão promissora quanto outros estados, em um tempo muito menor”, disse Igor.

De acordo com a secretária de Educação, Neurizete Nascimento, a revista é resultado da criação de uma política pública para o fortalecimento das aprendizagens dos estudantes amapaenses. 

LEIA MAIS: Waldez sanciona lei que garante aos municípios aporte para educação básica

“A partir da decisão política de vincular o ICMS aos resultados da educação, começamos a aplicar, em lei, uma política de formação continuada em foco com a alfabetização, através do Programa Criança Alfabetizada. Hoje, temos essa revista que mostra a consolidação da ideia”, pontuou Neurizete. 

Desde outubro de 2021, o Movimento Colabora atuou em parceria com o Estado e os municípios amapaenses para acompanhar as políticas de governança e colaboração visando a sistematização da experiência. 

A publicação

O material tem como base documentos e normativas oficiais do Amapá, além de conversas e entrevistas com personagens-chave na educação do estado. O documento é lançado em um contexto nacional estratégico, quando avançam no Congresso Nacional os projetos de lei que regulamentam o Sistema Nacional de Educação (SNE), uma política para ampliar práticas cooperativas de modo articulado para todo país.

A publicação se divide em quatro capítulos, além da introdução e da conclusão: o primeiro contextualiza a educação amapaense, o segundo apresenta a estrutura organizacional das redes, o terceiro organiza as políticas colaborativas no Estado e o quarto analisa o estágio do Regime de Colaboração.

 

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá